Guia Rápido: Viaje pela linda Natal (RN) - TurismoETC

Guia Rápido: Viaje pela linda Natal (RN)

N°.20180809

Por: Luciano Palumbo

Desfrutar de momentos incríveis em família pelo Parque das Dunas, Genipabu, Parrachos de Maracajaú, Ponta Negra e tantos outros atrativos faz de Natal (RN) um lugar perfeito para férias, passeios ou para relaxar em qualquer época do ano

Vista aérea dos Parrachos de Maracajaú

LUCIANO PALUMBO
Enviado a Natal/RN

A chegada é tranquila pelo Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante. A expectativa começa ao subir a ponte Newton Navarro quando é possível avistar algumas das principais atrações da capital: as dunas douradas da vizinha Genipabu, o Forte dos Reis Magos e, claro, o mar em diferentes tons de azul.

Natal foi fundada pelos portugueses no século 16, com a construção do Forte dos Reis Magos – fortaleza com formato semelhante ao de uma estrela de cinco pontas –, hoje, um dos principais cartões-postais da cidade. Além de guardar canhões e muitas histórias, descortina uma bela vista das praias urbanas da capital potiguar.

No roteiro, deixar as malas no hotel e partir para explorar os principais atrativos, gostos e sabores, além da alegria do povo potiguar. Eles são incríveis. No trajeto para Ponta Negra – parada da maioria dos turistas – passamos pela Via Costeira – avenida onde estão os mais badalados hotéis da região ladeada pela areia e pela vegetação do Parque das Dunas.

O dia começa cedo em Natal. A primeira providência é alugar um carro – de preferência um buggy – para circular pela capital e pelos arredores. Seguindo para o litoral Norte, os destaques são as dunas de Genipabu e as lagoas de Jacumã e Pitangui, onde são praticados o esquibunda e o aerobunda. Ao Sul, ficam as tranquilas praias da região levam à vila de Pipa, a 90 quilômetros dali.

A gente tirando onda nas Dunas de Genipabu

Quando o assunto é compras, os mercados de artesanato espalhados por Natal oferecem peças em madeira, tecido e vidro. No Centro de Turismo, um casarão onde funcionou a cadeia pública, os destaques são os delicados bordados em renda de labirinto e os coloridos trabalhos em cerâmica.

Vista aérea do Morro do Careca e a Praia de Ponta Negra

PONTA NEGRA
A mais badalada praia de Natal, Ponta Negra tem como marca registrada o Morro do Careca, uma duna de 120 metros de altura e cercada por vegetação, com acesso fechado. O cenário reúne ainda um mar repleto de banhistas, surfistas, adeptos do windsurf e do kitesurfe, além da turma do stand-up paddle.

É o bairro com melhor estrutura turística de Natal. A praia é também a mais badalada, onde você encontra diversos vendedores ambulantes e barracas que oferecem sombreiros e cadeiras. Na orla ficam vários restaurantes e quem quer almoçar por ali não precisa andar muito.

PARQUE E DUNAS
Um dos principais passeios para quem está ou visita Natal. Passa pelas dunas de Genipabu mas, na verdade, é muito mais completo. O rolê – especialmente oferecido pela Luck Receptivo – tem um dia inteiro de duração e de buggy você vai viajar por diversas paisagens e parques de dunas móveis como as de Graçandu e Pitangui, e a duna que deu nome e originou o passeio, a famosa Duna de Genipabu.

Por ali, há também uma parada para quem quer andar de dromedário (R$ 40), além de paradas na nascente do Rio Pratagi e na Lagoa do Jacumã, onde você pode fazer atividades com muita adrenalina.

Vista aérea das Dunas de Genipabu

Praia e dunas em Genipabu

Passeio com dromedários em Genibapu

Por lá, não deixe de experimentar as divertidas descidas de aerobunda ou no esquibunda (R$ 10), pois vale a pena. Esta atração já é patrimônio turístico de Natal.

Um detalhe importante é escolher conhecer as dunas “com emoção”. Para quem não faz a menor ideia do que se trata, é melhor descobrir ao chegar lá – adrenalina e velocidade fazem parte do passeio.

PARRACHOS DE MARACAJAÚ
Um dos mais incríveis mergulhos que fiz até hoje no litoral brasileiro. Tudo começa num transfer até a praia de Maracajaú, para ser mais exato até o Manoa Park (mais ou menos 60 quilômetros de Natal), e segue pelo mar em barco até os parrachos.

Os Parrachos de Maracajaú, situados dentro da Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais (APARC), com águas mornas e cristalinas, proporcionam aos visitantes uma experiência única de interação como o ecossistema marinho, suas belezas e seus mistérios, dentro de um verdadeiro aquário natural. O visual é mesmo incrível!!

No Manoa Park é possível sair de quadriciclo e conhecer a região com mais emoção

Plataforma completamente tomada por turistas para mergulho nos Parrachos de Maracajau

Debaixo d’água em família. Uma experiencia incrível de mergulho

Debaixo d’água, as formações de corais formam enormes berçários de vida marinha, onde centenas de espécies se reproduzem e se alimentam. Fazer um mergulho e conhecer um pedacinho submerso do planeta é uma experiência inesquecível.

Os Parrachos estão situados a aproximadamente 7 quilômetros da praia. Nas águas clarinhas da região é possível fazer mergulho com snorkel, e os mais experimentes e corajosos podem fazer mergulhos mais profundos. Quem tem vontade, mas nunca mergulhou com balão de oxigênio, pode fazer o “batismo”, o primeiro mergulho, que é acompanhado por um profissional. A gente mergulhou com a Maracajaú Diver.

ONDE COMER
Natal é uma capital gastronômica com certeza! São muitos restaurantes renomados, especialmente quando o assunto são os frutos do mar. Tipicamente potiguar, a ginga com tapioca, é o prato mais popular na cidade.

Iguarias e delícias da região

Os doces por lá também são de encher os olhos

Grande produtor de camarão, o Rio Grande do Norte esbanja a iguaria na culinária. Seja no rodízio ou nos pratos à la carte, é incrível a imaginação dos chefs para criar tantas variedades de pratos com o crustáceo.

Entre os restaurantes que capricham no atendimento e nas porções, o destaque fica entre dois gigantes por lá: o famoso Camarões e o histórico Manary. Há também o famoso nordestino por quilo Mangai, que deixa mais de 130 receitas originais diariamente a disposição dos clientes para almoço ou jantar. Não deixe de provar também as tapiocas deliciosas da Casa de Taipa.

ONDE FICAR
Hotéis, hostels e resorts não faltam por lá. Mas a dica mesmo é ficar no Wish Natal. Os 188 apartamentos são muito bons. Todos oferecem amenidades e enxoval de qualidade com uma vista incrível para o mar, o Morro do Careca –  um dos cartões-postais de Natal –  e a praia de Ponta Negra.

Outro destaque do Wish que não pode passar desapercebido é o restaurante Malta. De característica mediterrânea com toque “local”, o café da manhã, almoço e jantar ganharam um plus pra lá de especial: a brisa refrescante do mar durante todo o dia. Além do Malta, o Braq (bristrô), o Bossa Lobby Bar e o VIS Pool Bar compõem a gastronomia do hotel que, ainda, oferece room service 24h.

Vista de Ponta Negra e do Morro do Careca desde o Wish Natal

Vista da piscina para s apartamentos do Wish

Na parte externa, foi inaugurado um bar da piscina com chopeira e petiscos para saborear em frente ao mar adicionado à piscina “experience”, que traz som ambiente em estilo lounge, toalhas refrescantes, frutas picadas e geladas para degustação à beira-mar.

O local é perfeito para viajar em qualquer época do ano. Em novembro, o tempo é mais instável, mas o sol brilha 300 dias por ano por lá.

O TurismoEtc viajou com apoio da Avianca Brasil, GJP Hotels & Resorts, Flytour MMT Viagens e Luck Receptivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas:

GTA HOME

Assine nossa newsletter

Verifique os dados digitados no formulário